No dia 14 de maio de 2022 realizou-se o Concurso Municipal de Ideias de Negócio do município de Nelas. O projeto vencedor deste município foi o VMPS - Vemos o mundo por si, dos alunos António Laranjeira, Simão Pereira e Gabriel Camões, do Curso Profissional de Técnico de Mecatrónica - 11ºC e onde os alunos ganharam o 1° e 2° lugar.

Pode consultar mais informações e algumas fotografias do evento na página do Facebook do Wanted Viseu Dão Lafões, para tal CLIQUE AQUI.

Encontra-se em exposição, na Biblioteca Municipal de Nelas, o material gráfico, produzido pelos alunos, em nome individual ou em grupo, referente ao concurso “Dia Internacional da Mulher”, tendo saído vencedores os seguintes alunos dos Cursos Profissionais Técnicos de Design de Comunicação Gráfica: 

1.º lugar - Bárbara Mota (10.º ano); 

2.º lugar - Inês Borges e Joana Azoia (11.º ano); 

3.º lugar - Clementina Couto e Diana Salvador (11.º ano). 

Tratou-se de uma iniciativa da Câmara Municipal de Nelas, dirigida aos alunos dos cursos Profissionais de Técnico de Design de Comunicação Gráfica  que contou com a colaboração do Agrupamento de Escolas de Nelas e que agora pode ser apreciada, sob a forma de exposição, no átrio na Biblioteca Municipal António Lobo Antunes.

A exposição estará patente até 9 de abril 2022, no horário da Biblioteca Municipal: segunda a sexta-feira, das 9:00 às 18:00 horas, sábados, das 14:30 às 18:00 horas.

A realização do concurso teve como objetivo a elaboração de um cartaz, banner e marcador de acordo com as especificações definidas em regulamento próprio.

A CMN, na pessoa da Dr.ª Paula Vitória, responsável pela BM ALA,  agradeceu todo o empenho da equipa do Agrupamento de Escolas de Nelas, nomeadamente dos alunos, da professora Beatriz Lopes e da Direção, enaltecendo a qualidade dos trabalhos apresentados.

No âmbito do projeto Rosto Com(Vida) cujo objetivo é levar a temática da Saúde Mental a todos os ciclos de ensino do Agrupamento de Escolas de Nelas, os alunos do 10º D do Curso Profissional de Animação Sociocultural dinamizaram, no dia 2 de março, uma atividade destinada aos alunos da turma do 1º B, do Centro Escolar de Nelas.

Na sua intervenção, os alunos do Curso Profissional fizeram a leitura e representação da história infantil “O pequeno Preocupossauro”, de Rachel Bright e Cris Chatterton, através de um teatro de sombras que estimulou as crianças para um momento de diálogo sobre a narrativa, ao longo do qual foram exploradas questões, tais como: O que nos faz sentir medo? Onde sentimos os medos?  Qual a diferença entre os medos reais e os medos imaginários?

O entusiasmo e as respostas das crianças fizeram as delícias de todos os envolvidos, alunos e professoras.

Gratos pela dedicação disponibilizada para esta atividade! Fica a promessa de se repetir a experiência com outras turmas do mesmo ciclo de ensino.

Este foi mais um projeto que resultou da parceria entre o CLDS Nelas 4you e o Agrupamento de Escolas de Nelas. Foi desenvolvido pelos alunos do 10º C no âmbito do domínio Educação Ambiental, na componente da Cidadania e Desenvolvimento, através de uma articulação interdisciplinar que, por sua vez, articula com um eixo de intervenção do CLDS Nelas 4you.

O desafio colocado aos alunos foi a realização de uma reportagem com base numa entrevista aos seus pais sobre as práticas sustentáveis que já praticam e as que poderão vir a praticar em sua casa ou no seu local de trabalho, permitindo uma transição para uma economia circular. A participação dos pais no projeto manifestou o seu envolvimento nas preocupações e formação dos seus educandos, potenciando, também, uma reflexão sobre este assunto tão essencial à nossa vida e à vida das gerações vindouras, assim como o diálogo entre as duas gerações, o que virá a ter consequências positivas nas suas ações diárias.

Participaram neste projeto os professores de Área de Integração, de Português e de Oficina Gráfica, resultando um produto final – um e-book que condensa as reportagens produzidas pelos alunos participantes e que pode ser consultado AQUI.

A professora de Área de Integração dos cursos profissionais, em parceria com o CLDS Nelas 4you, desafiaram as turmas 11º C e 11º D a desenvolverem o projeto “Conta-me como é…” para, desta forma se aproximarem dos avós.

Em Área de Integração, o projeto foi desenvolvido com base no estudo do tema 2.1. “Estrutura familiar e dinâmica social” em articulação com a componente de Cidadania e Desenvolvimento, no âmbito do domínio Direitos Humanos.

No CLDS Nelas 4you, o projeto está integrado na área de intervenção do eixo III – Promoção do envelhecimento ativo e apoio à população idosa.

De entre as várias atividades, deixamos o exemplo de duas alunas que desenvolveram a atividade “Ser digital – Infoinclusão” com as avós Judite e Maria Eduarda.

Fiquem atentos…em breve, partilhamos mais novidades.

 

Vivemos tempos difíceis, tempos desconcertantes em todo o mundo. Mas temos um passado, uma herança, uma cultura. Temos escritores como Luís Vaz de Camões, Fernando Pessoa e José Saramago que escreveram o que sentiam, o que lhes ia na alma. Foi com base na poesia destes três escritores que o Sond’Ar-te Eletric Ensemble criou um projeto para manter viva esta cultura e realizou um concerto – «Diz-concerto» -, no dia doze de abril, em direto para todas as escolas do país, online, em tempo real, que cruzou as duas artes – poesia e música. Este evento resultou de uma colaboração entre o Ministério da Cultura e o Ministério da Educação.

Foi com base neste «Diz-concerto» que os professores de Área de Integração e de Português criaram um Domínio de Autonomia Curricular (DAC), concebendo um projeto interdisciplinar que possibilitou a promoção de aprendizagens dos alunos do 10.º C do Agrupamento de Escolas de Nelas. Nesta turma, que integra dois cursos – Curso Profissional de Técnico de Mecatrónica e Curso Profissional de Técnico de Design de Comunicação Gráfica -, a temática comum do projeto desenvolvido foi a escrita. Em Área de Integração, a professora leciona o tema “De Alexandria à era digital – a difusão do conhecimento através dos seus suportes”, transmitindo aos alunos a invenção da escrita que ocorreu por volta de 3500 a.C. pelo povo Sumério, no sul da Mesopotâmia, sendo que o seu suporte eram placas de argila. Porém, com o decorrer do tempo, aconteceram grandes avanços e os suportes da escrita evoluíram, passando pelo papiro, pelo pergaminho, pelo papel usado pelos escritores supracitados e, hoje, temos as novas tecnologias – computadores, telemóveis, tablets, meios digitais que foram usados neste concerto pelos intérpretes espetaculares que executaram os textos musicais de uma forma exemplar e inovadora e, por isso, contemporânea. Aliás, após o concerto, Paulo Pires do Vale, Comissário do Plano Nacional das Artes, disse que “temos de ser capazes de reinventar para passar [a cultura] às gerações futuras” e nós “fazemos parte desta tarefa infinita”. Foi também o que fizeram os compositores Daniel Martinho, Sofia Sousa Rocha e Ângela da Ponte. Fizeram uma construção cultural que deu vida aos escritos, às poesias, à arte de trabalhar as palavras. Eles deram uma nova roupagem e dimensão à palavra escrita, emprestando-lhe novas sonoridades através de instrumentos tão tradicionais quanto a flauta, o clarinete, o piano, o violino, o violoncelo e tão inovadores quanto a eletrónica, o elemento novo do presente que se juntou ao “antigo”.

           

Os finalistas dos cursos profissionais de Técnico de Mecatrónica e de Técnico de Design Gráfico do Agrupamento de Escolas de Nelas preparam-se para a última etapa do curso, que se traduz numa formação em contexto de trabalho (FCT) nas empresas do concelho, e que terá início em fevereiro.

Durante o primeiro período deste ano letivo, os alunos deram continuidade à aquisição e desenvolvimento de competências, através da componente de Cidadania e Desenvolvimento, realizando atividades e concretizando projetos. Neste âmbito, foi feito um trabalho interdisciplinar nos domínios da ‘segurança rodoviária’, ‘empreendedorismo’ e ‘direitos humanos’, em que as professoras de Área de Integração e de Inglês fizeram articulação curricular, cruzando aprendizagens.