Realizou-se no dia 23 de março, pelas 14h:30m, a cerimónia de Entrega de prémios aos vencedores do concurso "Arte em Movimento II" no auditório do Centro de Tratamento de RSU do Planalto Beirão.

       A aluna vencedora do Concelho de Nelas foi a Verónica Ivanova da turma "B" do 5º ano da Escola Básica Dr. Fortunato de Almeida.
Parabéns!
 
O desenho da Verónica irá decorar as viaturas de recolha seletiva de resíduos sólidos urbanos.
 
 
Ver restante informação no facebook do Planalto Beirão.
 
"Mil máquinas jamais poderão fazer uma flor"  - Autor desconhecido
 A Equipa do Eco-Escolas da Escola Básica Dr. Fortunato de Almeida
Belmira Marques  e  Álvaro Silva

No passado dia 14 de março, a equipa de alunos responsável pela ideia de aplicação   “Cook Wizard”, aplicação que ajuda a cozinhar ao funcionar como um assistente mobile que sugere receitas e ajuda a controlar a despensa, foi a grande vencedora da 1ª edição da App Start Up. A app feita feita pelos nossos alunos da Escola Secundária de Nelas, vai ser desenvolvida profissionalmente com o financiamento do DNS.pt.

A “Cook Wizard” venceu a 1ª edição do App Start Up que decorreu na Futurália, feira de Educação e Formação, na FIL. Com o objetivo de ligar as muitas soluções desenvolvidas pelos alunos ao mercado emergente das Mobile Apps, o App Start Up pretende dar condições aos alunos – de mentoria, formação ou financeiras. 

 

 

No dia 12 de março realizou-se um simulacro de incêndio na Escola Secundária de Nelas, cujo objetivo serviu para testar os procedimentos de emergência da estrutura interna de segurança, tempos de resposta dos Bombeiros, bem como a evacuação dos vários edifícios.

O simulacro foi organizado pelos alunos do Curso Profissional Técnico de Proteção Civil e contou com a participação dos Bombeiros Voluntários de Nelas. O cenário que serviu de suporte ao simulacro foi a ocorrência de um incêndio no laboratório de Química, no r/c do bloco de aulas, colocando em risco todos os ocupantes daquele edifício. Em resultado do incêndio, “confirmou-se” uma vítima com queimaduras e inalação de fumos e, durante a evacuação, uma segunda vítima, que caiu nas escadas que dão acesso ao ponto de encontro. Foi notória a colaboração de toda a comunidade escolar envolvida e, no final, foi reconhecida a importância da realização do exercício, com vista à agilização de processos, criação de rotinas e identificação situações passíveis de correção. O balanço foi, por isso, bastante positivo.

Nos dias 22 e 23 de fevereiro tivemos em Nelas a Calliope Theatre Company com as peças Romeo and Juliet, destinada aos alunos do ensino secundário, e The Missing Queen, representada em duas sessões assistidas pelos alunos que frequentam o segundo e o terceiro ciclo do ensino básico.

Em todas as sessões os alunos foram chamados a participar, facto que deu uma maior dinâmica ao espetáculo. Os alunos tiveram a oportunidade de contactar com falantes nativos de língua inglesa, que tiveram o cuidado de falar devagar, usar a linguagem corporal/gestual e uma dicção clara, tendo em conta a diversidade da audiência. As peças deram o mote para se falar um pouco da história e cultura inglesa.

Em jeito de avaliação, quando questionados acerca do que mais gostaram, os alunos mencionaram os atores, a sua pronúncia e expressividade, a interação com o público e os momentos divertidos. Embora a maioria dos alunos tenha considerado as peças adequadas ao seu nível de aprendizagem da língua inglesa, alguns referiram serem demasiado acessíveis e com um tipo de linguagem demasiado infantil – sobretudo os alunos mais velhos, com bastantes conhecimentos de Inglês. Claro está que o oposto também se verificou, e houve mesmo alunos a afirmar “Oh professora, não percebi nada mas gostei muito!”, situação que foi posteriormente em sala de aula, onde as professoras esclareceram alguns aspetos não compreendidos.

Consideramos que, na globalidade, houve uma boa recetividade por parte dos alunos. Será, com certeza, uma experiência a repetir.

 

A Escola Secundária de Nelas respondeu ao convite do Ministério da Educação, em colaboração com a Federação Nacional de Associações de Estudantes dos Ensinos Básico e Secundário, nos dias 15 e 23 de janeiro  e 7 de fevereiro de 2018, pondo todos os alunos das turmas da Escola a refletirem sobre o Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória. A ação realizou-se em 4 momentos distintos, como estava previsto:

 1.º Inscrição da Escola - feita pela Direção do AENelas;

 2.º Organização da Assembleia de Alunos (15 de janeiro): professores apresentaram o documento  Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória e, com base nos powerpoints disponibilizados na plataforma http://area.dge.mec.pt/diadoperfil/, discutiram-se situações que poderão ajudar a viabilizar, no dia-a-dia, o que está consagrado no referido documento. Desta reflexão surgiram palavras-chave, frases e desenhos-síntese do que, segundo os alunos, deve ser a escola do século XXI, quais os seus pilares e as suas práticas.

 3.º Assembleia de Representantes de Alunos (23 de janeiro): Na sala 19, dois alunos por turma e os respetivos delegados e subdelegados, orientados pelo presidente da Associação de Estudantes, Manuel Borges da Silva, foram colocados a refletirem na base das seguintes situações:

    i) Se eu fosse diretor(a), o que mudaria na escola para que esta se tornasse melhor, para que todos os alunos aprendessem de acordo com os seus interesses e necessidades e pudessem atingir o perfil?;

    ii) Se eu fosse professor(a), como organizaria as minhas aulas para que todos os alunos aprendessem e o “Perfil dos alunos” fosse alcançado?

Os alunos, em grupos de 4/5 alunos, discutiram ambas as questões e registaram-nas em folha própria, de modo a debater com qualidade o assunto no momento e em sessão posterior, aquando da preparação das conclusões a expor no Conselho Pedagógico e no Conselho Geral.

 4.º Fórum de Escola (7 de fevereiro e ...): 4 alunos (dois do 3.º CEB + 2 do Ensino Secundário), eleitos no dia da Assembleia de Representantes de Alunos, acompanhados pelo Presidente da Associação de Estudantes, estiveram no Conselho Pedagógico para, entre os professores, divulgarem o que, segundo eles, é fundamental que aconteça para que o Perfil seja um documento efetivo, realístico e ajustado à realidade da escola atual. Esta apresentação há de igualmente acontecer em Conselho Geral, logo que este reúna.

 E assim vamos erguendo a escola, pedra a pedra, buscando um destino que não há de ter fim. É assim o conhecimento... uma caminhada de envolvimento focados sempre no mais além. Há que caminhar com todos em busca de tudo e do todo.

O Agrupamento de Escolas de Nelas organiza, em parceria com o Centro de Formação EduFor, as Jornadas : “O Projeto de Autonomia e Flexibilidade Curricular", a realizar nos dias 17 e 24 de fevereiro de 2018, no Auditório do Edificio Multiusos da Câmara Municipal de Nelas. A frequência das Jornadas, nas condições de acreditação, reveste a forma de um curso de formação de 13 horas. Destinatários: Educadores de Infância, Professores dos Ensinos Básico e Secundário e Educação Especial.

O Corta-Mato, no presente ano, foi efetivamente o Corta-Mato do Agrupamento, uma vez que englobou a participação dos alunos das turmas do 3º e do 4º ano das Escolas do 1º ciclo, que reuniam as condições para se poderem apurar para o Corta-Mato Distrital. Este ano o percurso estava mais limpo, foi bem delineado e atrativo para a corrida. Os alunos foram extraordinários e disseram presente com a sua alegria contagiante, a sua energia, a sua entrega, a sua vontade de correr e também de vencer. Por isso é que todos os anos esta atividade é desportivamente maravilhosa. Este ano não fugiu à regra e tivemos um Corta-Mato bem recheado de alunos, com a participação de 312 alunos, bem disputado e com boas indicações para a fase distrital. O tempo ajudou e foi uma manhã magnífica para a prática da corrida contínua. Um bem-haja e muitos parabéns da parte da organização a todos quantos participaram. Foi efetivamente esfuziante, magnífico e reconfortante ver toda aquela moldura humana ao longo das várias corridas. Resta agradecer à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Nelas, à Câmara Municipal de Nelas, aos colegas professores pela compreensão e colaboração, à Direção, aos Coordenadores de Estabelecimento e aos Assistentes Operacionais que colaboraram, mas sobretudo aos Alunos – e Encarregados de Educação - pois é em função deles que atividades como esta se organizam. Bem-haja a todos.

Resta esperar pelo Corta-Mato Distrital (CLDE Viseu), que se realizará em Tondela, no próximo dia 18 de janeiro de2018.

A Equipa de Desporto Escolar

Para visualizar a classificação final e os alunos apurados relacionadas com a atividade, clique aqui.

Respondendo ao desafio do Sr. Ministro da Educação sobre a implementação do Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória, desenhou-se na Escola Básica Dr. Fortunato de Almeida, um programa de atividades, organizadas de modo a possibilitar a participação de todos.

Como o Perfil dos Alunos configura o que se pretende que os jovens alcancem no final da escolaridade obrigatória, mobilizaram-se todos os anos em torno de atividades interdisciplinares, diferenciadas e complementares, cujo foco principal foi apresentar o documento aos alunos, apoiar a descodificação da terminologia utilizada e refletir e apresentar soluções concretas de organização da escola e do ensino que visem a consecução desse Perfil.

Nas turmas de 5º e 7º ano articularam-se as atividades com os projetos em implementação no âmbito do Projeto de Flexibilidade e Autonomia Curricular. Nas turmas de 6º ano a disciplina de Educação para a Cidadania foi o polo aglutinador e dinamizador das atividades, envolvendo os Diretores de turma e disciplinas de que são docentes.

Aos debates e reflexões que ocorreram em contexto de sala de aula, orientados por vários docentes, apoiados em apresentações e ou outro material selecionado e construído para o efeito, juntou-se a produção e exposição de material iconográfico e textual, manuscrito ou impresso, organizado em murais temáticos (5º e 7º ano). O trabalho realizado nas turmas do 6º ano traduziu-se na construção de uma escada, cujos blocos/ patamares representam o caminho a percorrer ao longo de toda a escolaridade, no aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a viver juntos e a viver com os outros e o aprender a ser. Nas turmas do 8º ano deu-se primazia ao debate em torno da temática.

Medir o impacto destas intervenções não é tarefa fácil. O interesse e a participação de muitos alunos que já revelam mais facilidade nas competências comunicativas auguram um futuro auspicioso. Constituiu-se em mais um momento de aprendizagem. Resta que todos se consciencializem do caminho a percorrer e como o fazer, para que seja possível atingir os objetivos individuais e coletivos.

Algumas fotografias dos trabalhos desenvolvidos...

Foi este o mote para mobilizarmos a nossa escola para a Feira do Livro, na EBFA. Ninguém ficou indiferente e todos quiseram saber a resposta. O Zbiriguidófilo vive, há anos, na nossa escola, por ali, algures entre a Portaria e o relvado, entre as árvores e as aulas de Português, numa caixa forrada com papel quadriculado ou na história que Pitum Keil do Amaral criou em dois momentos da sua vida, para aguçar a vontade dos nossos alunos para a leitura, para fazer voar a sua imaginação. E não é que o escritor veio mesmo desvendar o segredo há muito guardado? E não é que trouxe a sua obra, best-seller da nossa edição deste ano da Feira do Livro? E não é que também esteve connosco a ilustradora do livro, Lira Amaral? Pois foi. E não é que melhor do que ouvir uma boa história, é ler e fazer parte dessa história ou, antes, tornar a história parte de nós?

 

Clotilde Santos